Doria almoça com a cúpula do PPS em São Paulo


Partido indicou apoio à reeleição de Márcio França, mas parte de lideranças quer aderir ao ex-prefeito

Monica Bergamo - Folha.com

Resultado de imagem para doria pps

O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, almoçou nesta quinta (5) com o candidato a governador João Doria (PSDB-SP) no restaurante Piselli, em São Paulo.

O PPS anunciou apoio à reeleição do governador Márcio França (PSB-SP). A legenda, no entanto, tem dado sinais trocados.

O presidente municipal e secretário-geral do PPS no estado, Carlos Fernandes, que estava no almoço, defende a revisão do apoio a França. E prefere embarcar na campanha de Doria.

"Fomos conversar com ele [Doria] sobre a campanha do GeraldoAlckmin. Não tratamos da campanha estadual", diz Freire. "Aqui em São Paulo o partido tem um indicativo de apoio ao Mário [França]".

Ele diz que, embora o encontro fosse para discutir a eleição presidencial e o reforço à candidatura de Alckmin, Doria falou "um pouco" sobre "as expectativas dele" no Estado. "Ele acha que vai crescer [nas pesquisas]", diz Freire.

"Mas nisso [apoio do PPS no estado] eu digo claramente que não tenho interferência. Ele tem que resolver com as lideranças do partido em São Paulo", afirma.

Freire diz ainda que Alckmin "pode começar a se consolidar como o candidato do campo democrático".

O DEM, que apoia Doria no Estado mas ainda não decidiu se vai aderir a Alckmin, "é uma peça-chave". E o ex-prefeito de São Paulo, acredita, poderia ajudar a acelerar o diálogo com a legenda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário