Postagens

CoronaVac é vacina que mais previne mortes, diz levantamento

Estudo levou em consideração o período de duas semanas após a segunda dose da vacina Veja São Paulo De acordo com dados levantados pelo ex-secretário Nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, o epidemiologista Wanderson de Oliveira, o imunizante CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, é a vacina que mais protege contra casos graves de Covid-19, prevenindo até 97% das mortes de pessoas infectadas. Wanderson atualmente é o secretário de Serviços Integrados de Saúde do STF (Supremo Tribunal Federal) e fez o levantamento sobre a eficácia das vacinas por meio do sistema OpenDataSus, do Ministério da Saúde. O estudo levou em consideração o período de duas semanas após a aplicação da segunda dose da vacina e analisou as taxas de eficácia contra casos graves da Astrazeneca (90%), Pfizer (80%), Janssen (85%) e Sputnik V (85%). A Coronavac também tem 50,4% de eficácia para casos muito leves e 77,96% de eficácia para casos leves que requerem atendimento médico.

FHC aos 90

Para não esquecer

Prefeitura de SP abre mais dois megapostos; veja onde tomar vacina contra Covid neste sábado

CPI da Covid: 14 são investigados e Bolsonaro poderá ser responsabilizado ao fim dos trabalhos

'FHC, 90: um homem além do seu tempo', artigo de Bruno Araújo

São Paulo entrega mais 2,2 milhões de doses da vacina do Butantan aos brasileiros

Prefeitura de São Paulo divulga datas de vacinação contra Covid para todos os grupos; veja como fica o calendário

Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes recebe primeira dose de vacina contra Covid

O Lula de sempre

Governo de SP lança Vale Gás que vai beneficiar 500 mil pessoas em situação de vulnerabilidade

Doria escala secretário particular para cuidar de sua campanha nas prévias do PSDB

Partidos de centro se reúnem para discutir candidatura única e descartam apoio a Lula ou Bolsonaro