Prefeito Bruno Covas recorre à Justiça para garantir abastecimento de combustível para ônibus e caminhões de lixo


Falta de combustível pode afetar serviços essenciais e pedido à Justiça visa garantir direito de ir e vir da população

Secretaria Especial de Comunicação

Resultado de imagem para prefeito bruno covas

A Prefeitura de São Paulo recorreu à Justiça nesta quinta-feira (24) para garantir o abastecimento de combustível para os ônibus da frota municipal e para os caminhões que fazem a coleta de lixo na cidade. As empresas do sistema municipal de transporte estão com baixo estoque de óleo diesel por causa da greve nacional dos caminhoneiros. Outros serviços essenciais também podem ser afetados nos próximos dias.

São citados no pedido à Justiça o Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Estado de São Paulo e o Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo e Região. Leia a ação cautelar, com pedido de liminar, na íntegra

A Prefeitura pede a imediata cessação dos atos de protesto que impeçam “a saída dos veículos destinados ao abastecimento da frota de ônibus do transporte público do Município de São Paulo das distribuidoras” e “a saída dos veículos destinados ao abastecimento da frota de veículos envolvidos nos demais SERVIÇOS PÚBLICOS ESSENCIAIS - Limpeza Urbana, ATENDE, SAMU, etc”. O governo municipal solicita, ainda, a fixação de multa diária de R$ 1 milhão em caso de descumprimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário