Doria diz que ‘não há mal nenhum' na filiação de França ao PSDB


Mudança de partido de vice-governador é vista como alternativa para impulsionar candidatura de Alckmin

Heliana Frazão - O Estado de S.Paulo

ACM Neto, Rodrigo Maia e João Doria durante o carnaval no camarote da prefeitura em Salvador Foto: Carol Goes/Assessoria Doria

Durante passagem pelo carnaval de Salvador na terça-feira, 13, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) reafirmou que o PSDB terá candidato próprio nas eleições deste ano. O tucano disse ainda que “não há nenhum mal” o vice-governador Márcio França se filiar à legenda e participar do processo de disputa interna pela vaga para concorrer ao Palácio dos Bandeirantes.

“Se o vice quiser se filiar ao PSDB, não há nenhum mal”, afirmou Doria.

Entretanto, o prefeito da capital paulista defendeu a realização de prévias dentro do partido tanto para eleições estaduais quanto federal. “Sou filho das prévias. É bom, é saudável”, pregou, acrescentando que o ideal é que as prévias se realizem simultaneamente em São Paulo e nos demais Estados”.

Ele também disse que não fará oposição ao atual vice-governador, caso este lance candidatura ao Palácio dos Bandeirantes. França tem sido cotado para ser o candidato de atual governador Geraldo Alckmin, também do PSDB. 

Acompanhando o prefeito paulista na folia baiana, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que só vai decidir sobre uma eventual candidatura à Presidência da República “entre março e junho”. E lembrou que o DEM conta com outros nomes importantes e em condições de disputa para a vaga. “Acho que essa eleição está aberta. Aquele que conseguir organizar politicamente um campo vai ter chance de ganhar”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário