Secretários do governo Alckmin são exonerados para votar impeachment


Deputados que ocupam secretarias estaduais deixaram gestão Alckmin para somar forças contra Dilma
Diário SP Online 

 

Quatro deputados de São Paulo que ocupam cargos nas secretarias da gestão do governador Geraldo Alckmin (PSDB) estão deixando os cargos atuais para reassumir seus mandatos na Câmara dos Deputados para votar a favor do impeachment.

O secretário de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro (PSDB), Samuel Moreira (PSDB), secretário da Casa Civil, Arnaldo Jardim (PPS), secretário da Agricultura e Rodrigo Garcia (DEM), secretário da Habitação, serão exonerados por Alckmin para somar votos a favor do impeachment no próximo domingo (17), quando acontece a votação do processo de afastamento de Dilma Rousseff da presidência da República. Todos eles devem votar contra Dilma. 

Antonio Duarte Nogueira (PSDB), ex-secretário de Transportes e logística, do governo Alckmin também já deixou o cargo. 

Por todo o Brasil, diversos secretários e ministros devem fazer o mesmo. Deixar os cargos atuais e reassumir os mandatos na Câmara para somar votos contra e a favor da presidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário