Governo de SP publica decreto e oficializa bônus de R$ 450 milhões a 223,8 mil servidores


Média do salário a mais no mês de abril será de R$ 2.008 e será depositado até sexta; há servidor que receberá até R$ 20 mil


O governador Geraldo Alckmin assinou o decreto que oficializa o pagamento do bônus de R$ 450 milhões a 223,8 mil servidores da Secretaria da Educação, publicado nesta terça-feira, 12, no Diário Oficial. O benefício será pago até sexta-feira, 15, e a média do bônus ficará em R$ 2.008. A medida já havia sido anunciada há duas semanas.

O pagamento do bônus está mantido apesar da grave crise econômica que o país enfrenta e também após a Educação ter feito uma consulta pública em que a maioria (92,6%) dos servidores apontou pelo pagamento do benefício.

Os R$ 450 milhões serão divididos a servidores que atuam em escolas estaduais que atingiram níveis esperados no Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo). O bônus é pago aos funcionários das escolas que avançaram, atingiram ou superaram suas metas estabelecidas pelo Idesp para o ano. Outros critérios também são considerados para o pagamento, como assiduidade, por exemplo.

Melhor desempenho em oito anos

Em 2015, São Paulo chegou ao índice 5,25 no ciclo 1 do Ensino Fundamental (a meta é 7,0 para 2030). No ciclo 2 do Fundamental, alcançou 3,06 (a meta para daqui a 15 anos é 6,0). No Ensino Médio, 2,25 (a meta é 5,0 em 2030). Em Língua Portuguesa, somente o 3º do Ensino Fundamental apresentou declínio em relação a 2014. Todas as outras séries avançaram na comparação com o ano anterior. O 3º ano do Médio teve o melhor resultado desde 2012. Já 5º, 7º e 9º anos do Fundamental tiveram o melhor resultado desde 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário