Protesto na Paulista é o maior já registrado


Polícia Militar estimou em 1,4 milhão o número de manifestantes na avenida


O ESTADO DE S.PAULO

Daniel Teixeira / EstadãoManifestação

O protesto da Avenida Paulista pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff reuniu 1,4 milhão de pessoas e outras 400 mil em cidades da Grande São Paulo e do interior do Estado, segundo informações da Polícia Militar. Já o Movimento Vem Pra Rua estimou em 2,5 milhões na cidade e cerca de 5 milhões no Brasil. O Instituto Datafolha calculou 500 mil participantes, o maior ato desde o movimento Diretas Já, em 1984. Além de Dilma, o ex-presidente Lula e o PT foram os alvos preferidos dos manifestantes – boa parte de famílias de classe média. Nos cartazes e camisetas, o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, e o “japonês da federal” foram tratados como heróis.

Já havia manifestantes na Paulista desde o fim da manhã. Por volta das 14 horas, o movimento aumentou e antes das 15 horas, todas as faixas da avenida já estavam tomadas. A maioria estava vestida com camisas da seleção brasileira ou das cores verde e amarela. Muitos carregavam faixas com críticas à corrupção e ao governo petista. Ao menos seis carros de som, comandados por grupos como os dos Revoltados Online, Movimento Brasil Livre e a favor da intervenção, desfilaram na via. As estações do metrô lotaram e, no auge do movimento, policiais militares restringiram o acesso de pessoas por causa da grande concentração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário