Ex-tesoureiro de presidente do PT recebeu R$ 2 mi da Odebrecht


GABRIEL MASCARENHAS

Rui Falcão, Dilma e Lula

A Polícia Federal identificou ordens de pagamento de R$ 2 milhões da Odebrecht para William Ali Chaim, que trabalhou para o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, preso pela Operação Lava Jato, e é ex-tesoureiro da campanha do presidente do PT, Rui Falcão, a deputado federal.

O nome de Chaim aparece na lista de beneficiários de repasses feitos pelo setor de Operações Estruturadas da empreiteira. Segundo os investigadores, era o departamento responsável por desembolsar propina, em movimentações registradas numa contabilidade paralela.

Planilhas apreendidas pela PF apontam Chaim como o encarregado de recolher valores a serem pagos pela construtora a "Feira".

De acordo com a Lava Jato, "Feira" é o codinome de João Santana, marqueteiro das campanhas presidenciais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006, e da presidente Dilma Rousseff em 2010 e 2014.

Conforme a Polícia Federal, Chaim recebeu o montante em duas parcelas de R$ 1 milhão, nos dias 12 e 13 de novembro de 2014, oito meses após a deflagração da primeira etapa da Lava Jato. A entrega foi feita num flat, em Moema, na capital paulista.

As informações constam no relatório da PF relativo à 26ª etapa da Lava Jato, deflagrada na manhã desta terça-feira (22) e batizada de "Xepa", que cumpriu ao todo 110 mandados judiciais em oito estados e no Distrito Federal, entre eles o de condução coercitiva de William Chaim.

"Com relação aos recebedores[...], foi possível preliminarmente verificar que parte deles possui algum vínculo prévio com agentes públicos ou políticos ou que consistem eles mesmos em agentes públicos, o que corrobora a suspeita de que os valores movimentados pelo Setor de Operações Estruturadas da Odebrechr tenham sido para pagamento de vantagens indevidas.", conclui a PF.

O material revela ainda que a operação financeira entre a empresa e Chaim ficou a cargo de "MBO", "claramente indicando ser Marcelo Odebrecht" (dono da empreiteira que leva seu sobrenome e preso na Lava Jato), afirma a PF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário