Governador Geraldo Alckmin apoia Aécio à frente do PSDB


Manifestação pública do governador vem no momento em que o senador enfrenta críticas de tucanos à sua condução do partido


PEDRO VENCESLAU - O ESTADO DE S.PAULO


No momento em que enfrenta sua primeira crise interna no PSDB depois de dois anos comandando o partido sem contestações, o senador Aécio Neves recebeu ontem o apoio público do governador Geraldo Alckmin para renovar seu mandato na presidência da sigla até 2017.

Eventual rival de Aécio na disputa pela indicação do PSDB para a disputa presidencial de 2018, Alckmin disse que apoia o mineiro e que sua recondução "é o caminho natural". A declaração foi feita durante a convenção municipal tucana e acontece depois de os tucanos paulistas fecharem com o senador um acordo pela ampliação da presença de nomes de confiança do governador na direção executiva do PSDB, que será renovada em julho.

Alckmin é cotado para disputar com Aécio a indicação do PSDB para eleições de 2018

Um dos escolhidos por Alckmin para representá-lo na cúpula partidária é o deputado Silvio Torres, que será secretário-geral do partido.

Presidente do PSDB paulista e secretário de Logística e Transporte do governo, Duarte Nogueira também deve ocupar uma vaga estratégica na direção. E o ex-deputado José Aníbal é o mais cotado para comandar o Instituto Teotônio Vilela, ligado à legenda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário