Estado de SP tem queda nos índices de roubos, furtos, latrocínios e homicídios


Taxa de homicídios atingiu o menor patamar do Estado desde o início da série histórica, em 2001


No primeiro quadrimestre de 2015, todo o Estado de São Paulo teve diminuição no número de roubos, furtos, latrocínios e homicídios. É o que revelam os dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública nesta segunda-feira, 25. Juntos, os quatro índices foram reduzidos em 9,03% nos primeiros quatro meses deste ano. A taxa de homicídios é a menor dos últimos 14 anos.

Os latrocínios e os homicídios dolosos diminuíram, com 15% e 9,11% casos a menos no período. Os roubos de veículo caíram 23,98% em quatro meses. Já roubos em geral acumulam queda de 3,52% em 2015. A taxa de homicídios dos últimos 12 meses - de maio de 2014 a abril de 2015 -, ficou novamente abaixo do limite considerado "endêmico" pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 10 mortes a cada 100 mil habitantes.

O índice foi de 9,65 casos a cada grupo de 100 mil residentes em São Paulo, o mais baixo desde o início da série histórica, em 2001. O Estado tem a menor taxa de mortes intencionais do país, segundo o 8º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Segundo o secretário Alexandre de Moraes, desde que a taxa começou a ser medida, em 2001, é o menor patamar do Estado.

Aconteceu também, neste quadrimestre, um recuo nos furtos. Foram 9,32% registros a menos que no mesmo período do ano passado. Já os furtos de veículos caíram 8,95% entre janeiro e abril. 

Atuação policial

O trabalho da polícia paulista alcançou em quatro meses mais um recorde no número de prisões desde o início da série histórica, em 2001. A quantidade aumentou 6,84% e o número de ocorrências com detenções passou de 54.032 para 57.728. Em abril, houve alta de 9,19%, com 14.714 registros, também um recorde.


Do Portal do Governo do Estado

Siga o Governo no TwitterFacebook e veja fotos no Flickr

Nenhum comentário:

Postar um comentário