"Por que fui", artigo de Marcelo Madureira


O ESTADO DE S.PAULO


Fui à manifestação como todos os brasileiros que não estão satisfeitos com o que está acontecendo no nosso País. De repente, me vi em cima do carro de som discursando. Fui buscar na minha militância do PCB, na época da Escola de Engenharia da UFRJ. Acho que cumpri a minha obrigação de cidadão. Fico abismado com a minha classe, dos artistas, não se manifestar nesse momento tão grave, tão crítico, tão importante da situação brasileira. Falei e saí com a minha alma lavada. Falei a favor das liberdades democráticas e de como foi importante a conquista da democracia, principalmente nesse momento em que se completam 30 anos de redemocratização. Me senti cidadão, me senti brasileiro. Honrei minha mulher, minha família, meus pais, meus filhos e netos. A nossa questão não é impeachment. É Fora Dilma, Fora PT, Fora Lula. Esse não é o Brasil. Nós não nos reconhecemos nesse Brasil do PT. Foi um movimento amplo, espontâneo. Tenho certeza que a ampla maioria das pessoas é contra qualquer tipo de intervenção heterodoxa, militar. Somos a favor de uma saída democrática dentro da Constituição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário