Governo de SP: Educação vai pagar R$ 1 bilhão de bônus aos servidores


Profissionais da rede estadual de ensino receberão valor recorde este ano pelo bom desempenho no Idesp. 232 mil funcionários têm direito ao 14º salário

Diário de SP

Geraldo Alckmin posa com os alunos na inauguração da Escola Estadual Jardim Nossa Senhora Aparecida II, zona norte da capital

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou ontem, com exclusividade para o DIÁRIO, o pagamento de um bõnus recorde para 232 mil profissionais da rede estadual de ensino. Ao todo são R$ 1 bilhão destinados para funcionários das escolas que atingiram a meta do Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo). O valor é 42% maior em relação a 2014 quando foram pagos R$ 700 milhões. O dinheiro vai ser depositado até o próximo dia 31.

Dos mais de 230 mil servidores que têm direito ao 14º salário este anos, 186 mil são professores. O restante são diretores, supervisores, professores-coordenadores, agentes de organização escolar, de serviços escolares, assistentes de administração, secretários de escola e demais profissonais.

COMO FUNCIONA


A política de valorização por mérito foi implantada em 2008. Todos os funcionários das escolas que atingiram ou superaram as metas estabelecidas pelo Idesp recebem a gratificação.

Há, no entanto, algumas regras. Professores, por exemplo, devem ter atuado, no mínimo, por 244 dias. No caso de faltas, há desconto proporcional no valor. São permitidas apenas ausências decorrentes de licença-maternidade, licença-paternidade, adoção e férias.

O valor do bônus da equipe escolar é calculado de acordo com a média da unidade. Dirigentes regionais de ensino e supervisores ganham pela média das escolas das respectivas regiões. O índice, que varia de 0 a 10, leva em consideração a situação socioeconômica dos estudantes, como renda mensal familiar, casa própria, entre outros. Este fator é acrescido aos atuais índices e multiplicado por aquele que tiver o maior número: o Idesp daa escola em relação à rede estadual ou se a unidade alcançou ou não a meta estabelecida. O maior prevalece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário