Doria chama governador de Márcio Taxa


Governador de SP sugere instituir cobrança caso imóvel próximo a obra pública se valorize

João Doria e Marco Vinholi

Uma proposta do governador de São Paulo, Márcio França (PSB), de instituir um tributo para moradores de áreas beneficiadas por obras públicas levou a um bate-boca entre ele e seu principal adversário na disputa pelo Bandeirantes, João Doria (PSDB).

Pela manhã, o ex-prefeito tucano apelidou o governador de "Márcio Taxa", numa entrevista à rádio Bandeirantes, ao criticar a proposta de "contribuição de melhoria", defendida por França para ajudar a custear a construção de obras públicas. ​

Doria disse que França deveria esquecer a proposta. Do contrário, lembraria a Martaxa —apelido atribuído à hoje senadora do MDB e ex-prefeita paulistana Marta Suplicy, quando ela propôs criar novos tributos.

"Ora, governador, com todo o respeito: se o senhor não quiser ser o Márcio Taxa, para lembrar a Martaxa, esqueça isso. Que absurdo imaginar mais taxa, mais imposto para o cidadão pagar", afirmou Doria, que classificou a proposta como "um erro crasso" do governador.

Também nesta sexta (27), o deputado estadual Marco Vinholi, líder da bancada do PSDB na Assembleia Legislativa de São Paulo, registrou um pedido de informação ao governador sobre o assunto. Ele afirma que espera uma forte discussão eleitoral em torno desse tema. "Até porque demonstra a nossa diferença", ele afirmou. 

O parlamentar pediu que França responda como seria cobrada a contribuição e por quanto tempo, como o governo definiria o valor para a tarifa, quanto arrecadaria com a alíquota e quantos comerciantes e moradores de residências seriam afetados.

Fonte: Folha.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário