Governador Geraldo Alckmin diz que é possível PSDB apoiar o que for de interesse do País 'sem participar de governo'


Governador respondeu a uma declaração do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB), que disse ser 'perfeitamente possível' governar sem tucanos

Valmar Hupsel Filho - O Estado de S.Paulo


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse nessa segunda-feira, 31, que é possível o PSDB apoiar o que for de interesse do Brasil sem participar do governo do presidente Michel Temer. "É possível governar sem o PSDB e é possível também o PSDB apoiar tudo que for de interesse do Brasil sem participar de governo", afirmou o tucano, após participar de um evento na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

A declaração foi uma resposta ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB), que em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo disse ser "perfeitamente possível" governar sem o PSDB.

O partido, que tem três ministro no governo Temer, vive uma divisão interna entre filiados que, de um lado, defendem o desembarque e, de outro, a permanência. Alckmin é um dos caciques tucanos que têm se posicionado no primeiro grupo. Em entrevistas recentes, o governador de São Paulo - que trabalha para ser o candidato da legenda na disputa presidencial do ano que vem - defendeu que o PSDB deixe o governo Temer logo após a aprovação das reformas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário