Violações aos direitos humanos de moradores de rua aumentaram durante gestão petista de Haddad


Resultado de imagem para haddad morador de rua

As denúncias sobre casos de violação aos direitos humanos de moradores de rua cresceram 48% em São Paulo de 2015 para 2016 durante a gestão petista de Fernando Haddad, segundo dados da Secretaria Nacional de Direitos Humanos. 

Em junho de 2016, durante o inverno mais rigoroso em 22 anos, o prefeito Fernando Haddad autorizou a Guarda Civil Metropolitana a retirar pertences pessoais, como colchões, papelões e até cobertores de moradores em situação de rua. O prefeito petista só recuou da medida após a repercussão na ação na imprensa da grande indignação popular.

No ano passado, foram 266 casos reportados ao Disque 100, enquanto 179 foram comunicados em 2015. Em 2016, no país inteiro, foram registradas 937 denúncias, contra 682 em 2015 (um aumento de 37%). As informações são do jornal O Globo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário