SP e Portugal assinam acordo para recuperar o Museu da Língua Portuguesa


Acordo prevê apoio técnico para a recuperação, divulgação, intercâmbio de informações e a promoção da língua portuguesa. Museu pegou fogo em dezembro de 2015.


G1 

A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, terno e atividades ao ar livre

Foi assinado neste domingo (11) um acordo para dar apoio técnico para a recuperação do Museu da Língua Portuguesa, destruído em um incêndio em dezembro de 2015. O acordo de cooperação reúne o governo do Estado de São Paulo, o Instituto Camões e a Fundação Roberto Marinho para recuperação do Museu da Língua Portuguesa, que fica na região da Luz, no Centro da capital paulista. A cerimônia realizada no Consulado Feral de Portugal, em São Paulo, reuniu o governador Geraldo Alckmin e o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa.

O acordo prevê apoio técnico para a recuperação, divulgação, intercâmbio de informações e a possibilidade de agendas e exposições conjuntas envolvendo a promoção da língua portuguesa.

O custo total da obra será de R$ 65 milhões. Destes, R$ 36 milhões são investimentos da iniciativa privada. A empresa portuguesa EDP é patrocinadora máster. O Grupo Globo e o Grupo Itaú também participam da Aliança.

As obras de restauro das fachadas e esquadrias da Estação da Luz começam ainda neste mês. A implantação da museografia terá início em 2018. As ações emergenciais para preservação do conjunto arquitetônico começaram 48 horas após o incêndio, ocorrido em 21 de dezembro de 2015.

O projeto de restauração foi possível graças a uma aliança solidária convocada por Alckmin entre o Grupo Globo e o Grupo Itaú, patrocinadores do museu, e o Grupo EDP do setor de energia elétrica.

Também estiveram presentes na cerimônia deste domingo o Primeiro Ministro de Portugal, Antonio Costa, o Secretário da Cultura do Estado, José Luiz Penna e o Secretário-Adjunto da Cultura, Romildo Campello e o secretário-geral da Fundação Roberto Marinho, Hugo Barreto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário