'Jogar a culpa na esposa falecida é inaceitável', diz Alckmin sobre Lula


Resultado de imagem para alckmin welbi
Alckmin disse que 'ninguém está acima da lei' e que é preciso confiar na Justiça, ao falar de Lula

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), criticou nesta quinta-feira (11) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por ter atribuído à ex-primeira dama Marisa Letícia, morta em fevereiro, as decisões sobre o imóvel em Guarujá (SP).

"Ter jogado a culpa na esposa falecida é algo inaceitável, inaceitável", disse o tucano. "Em relação ao processo todo, ninguém está acima da lei. Há uma denúncia, investiga-se, faz inquérito, apura e julga. É isso que país civilizado faz."
"[Temos de] confiar no Poder Judiciário, no seu trabalho, e as coisas avançarem", concluiu.

Em audiência com o juiz Sergio Moro na quarta-feira (10), Lula afirmou que, enquanto ele havia descartado a compra do apartamento, Marisa Letícia ainda tinha dúvidas.

"Eu não ia ficar com o apartamento, mas a dona Marisa ainda tinha dúvida se ia ficar para fazer negócio, ou não." Moro perguntou se ela decidiu não ficar. "Não discutiu comigo mais", ele respondeu.

O senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, defendeu que se "despolitize todo o processo investigativo".

"Acho que há muita exploração midiática. Ontem, por exemplo, acho que foi desnecessária toda a exploração em torno de um depoimento que poderia ter acontecido sem essa exploração política de parte a parte, de todas as partes", afirmou Aécio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário