Governador Geraldo Alckmin entrega 1.188 moradias para famílias de áreas de risco na capital


Investimento foi de R$ 118,3 milhões, com R$ 28 milhões do Governo do Estado

A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e sapatos

O governador Geraldo Alckmin e o ministro das Cidades, Bruno Araújo, entregaram nesta quarta-feira, 29, 1.188 apartamentos do Morar Bem, Viver Melhor. As unidades do Loteamento América do Sul, no Grajaú, zona sul da capital, são resultado de uma parceria entre o Governo do Estado, por meio da Casa Paulista, e o programa federal Minha Casa, Minha Vida. As famílias moravam em áreas de risco, nas comunidades Alto da Alegria e Jardim Pabreu/Prainha, e áreas de mananciais nas comunidades Jardim Noronha, Vila Rubi 19 e 20.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em pé e área interna“A gente fica muito feliz em fazer mais esta entrega. São Paulo investe 1% de todo o ICMS em habitação. É casa para quem não tem casa. Unimos nossos esforços através dos programas Minha Casa, Minha Vida e Casa Paulista, uma boa parceria com o Governo Federal que, ao invés de disputar, soma esforços”, disse o governador.

O investimento total na construção das moradias é de R$ 118,3 milhões, dos quais R$ 28 milhões são oriundos do Estado, a fundo perdido, e R$ 90,3 milhões da União. Durante a cerimônia, foram entregues as chaves das primeiras 192 unidades e anunciada para as próximas semanas a entrega das 996 restantes.

Os beneficiados, que não podem ter participado anteriormente de nenhum programa habitacional, terão 120 meses para a quitação do imóvel. A menor prestação é de R$ 80/mês e a maior é de R$ 270/mês, dependendo da renda familiar mensal.

Os recursos foram repassados pelo governo paulista para a Caixa Econômica Federal, agente financeiro responsável pela contratação de empresas, supervisão de obras e financiamento dos empreendimentos. As obras foram realizadas pela construtora Emccamp Residencial.

A imagem pode conter: céu, árvore, nuvem, tabela, planta, casa, atividades ao ar livre e natureza

As novas unidades respeitam e incorporaram as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação, com área total de 47,83 m², dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro, área de serviço, piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos nas paredes da cozinha e do banheiro, medição individualizada de água, acessibilidade, entre outras melhorias.

O condomínio, distribuído em 99 blocos, conta com completa infraestrutura urbana, pavimentação, paisagismo, iluminação pública e redes de água, esgoto e elétrica, quadra poliesportiva, playground, área de lazer, centro comunitário, espaço para estacionamento e portaria.

De acordo com estudo realizado pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale a mais de 1.715 empregos diretos criados por estas obras.

Desde 2011, a cidade de São Paulo recebeu 5.523 moradias populares, por meio da CDHU, do programa Casa Paulista e da PPP da Habitação do Centro da Capital. Além disso, há 12.787 habitações de interesse social em construção.







Nenhum comentário:

Postar um comentário