Governador Alckmin prega controle da "ansiedade", mas assume vontade de ser candidato em 2018


"Se eu disser que não quero, não é verdadeiro", diz Alckmin sobre disputar Presidência em 2018

Raphael Hakime - R7

Alckmin participou de almoço-debate com empresários em SPMarivaldo Oliveira/Código19/Estadão Conteúdo


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), foi cauteloso e pregou o controle da "ansiedade" nesta segunda-feira (6) ao discursar sobre a possibilidade de disputar as eleições 2018 para a Presidência da República.

Mesmo assim, afirmou que considera, sim, a chance de ser escolhido pelo partido para tentar o Planalto no ano que vem — os outros nomes no páreo são o do ex-ministro e senador José Serra (SP) e do senador Aécio Neves (MG).

— Se disser que não quero, não é verdade. Candidatura a cargo majoritário, porém, não é vontade pessoal, é vontade coletiva. Há dois ansiosos: o jornalista e o político. Mas vamos ter que esperar 2018.

Alckmin participou nesta segunda-feira de almoço-debate com empresários em São Paulo. Antes de o governador falar, o prefeito de Sao Paulo, João Doria (PSDB), discursou e garantiu que seu candidato para 2018 será o governador Geraldo Alckmin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário