Governador Geraldo Alckmin assina parcerias com o Consórcio Brasil Central




Convidado de honra da abertura da primeira reunião do ano do Fórum de Governadores do Brasil Central na noite desta quinta-feira, dia 2, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin assinou a ordem de serviço de início das obras de aprofundamento do Pedral de Nova Avanhandava, na Hidrovia Paranaíba-Tietê-Paraná, no valor de R$ 300 milhões. Alckmin também endossou o protocolo de intenções que institui o Legado Verdes do Cerrado. “Marconi é nosso professor, o governador do desenvolvimento e da inovação”, disse.

À exceção do Confúcio Moura (RO), que chega a Goiânia nesta sexta-feira, dia 3, para o Fórum do Consórcio Brasil Central, presidido por Marconi Perillo, os demais governadores que compõem o bloco participaram da assinatura de atos, realizada na Sala de Reuniões do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, com transmissão em tempo real pela internet. Pedro Taques (MT), Reinaldo Azambuja (MS), Rodrigo Rollemberg (DF) e Marcelo Miranda (TO) testemunharam a assinatura do protocolo de criação da reserva e afirmaram que vão aplicar o modelo na preservação de áreas nativas de Cerrado em seus Estados.

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cidades, Infraestrutura, Meio Ambiente e Assuntos Metropolitanos (Secima), a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) e o Grupo Votorantim assinaram, na reunião com a presença de Alckmin e dos demais governadores, a criação da Reserva Particular de Desenvolvimento Sustentável (RPDS) do Legado Verdes do Cerrado, em Niquelândia. A criação da reserva prevê, que na área de 32 mil hectares, sejam desenvolvidas ações baseadas nos ativos da biodiversidade do Cerrado, além de atividades produtivas convencionais. Titular da Secima, Vilmar Rocha disse que a adoção do modelo é apenas o primeiro de uma série que pode ser replicada em Goiás e nos demais Estados do Brasil Central.

“Com mais essa iniciativa que é exemplo para o Brasil, o Governo Marconi Perillo mostra que é possível associar desenvolvimento econômico com preservação do meio ambiente”, disse Alckmin. “O Brasil Central é a região que mais cresce no Brasil, celeiro do País e reserva de criação de empregos e essas medidas de preservação complementam o crescimento econômico”, disse o governador de São Paulo. Marconi, por sua vez, afirmou que Alckmin “está entre os homens públicos de maior experiência e resultados no Brasil” e que “o Brasil Central quer se associar a São Paulo em prol do desenvolvimento da região e do País”.

A área será administrada como uma Reserva Privada de Desenvolvimento Sustentável, modelo de gestão criado pelo Grupo Votorantim em 2012 com o Legado das Águas na bacia do rio Juquiá no interior de São Paulo. Em Niquelândia, dos 32 mil hectares, seis mil já seriam dedicados à produção convencional. Os 26 mil hectares restantes compõem Cerrado em excelente estado de conservação, protegidos pelo Grupo Votorantim desde a sua aquisição, há mais de 40 anos.

A área, próxima ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, é constituída por duas fazendas. A Fazenda Engenho possui áreas dedicadas à pecuária, produção de soja e silvicultura, com nascentes dos rios do Peixe, São Bento e Traíras, de onde é captada toda a água de abastecimento público de Niquelândia. A Fazenda Santo Antônio Serra Negra possui pequenas áreas para criação de gado extensivo e está localizada nas proximidades do lago de Serra da Mesa.


Fotos: Mantovani Fernandes, Wagnas Cabral e Walter Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário