Em menos de 2 semanas, Doria mudou o jeito de governar São Paulo. Para melhor.


Novo prefeito está adotando medidas para enxugar a máquina pública e otimizar os serviços prestados; tucano vai exonerar 30% dos comissionados

A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up e atividades ao ar livre
Com a coragem para fazer as mudanças que a cidade precisa, João Doria está inovando como prefeito

Em 13 dias de governo, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), já mostrou a que veio. Administrador reconhecido, o tucano vem fazendo o que nenhum de seus antecessores teve coragem de fazer: enfrentar o sistema político e profissionalizar a gestão na Prefeitura paulistana, reduzir custos e melhorar serviços prestados.

O passo mais importante dado por João Doria em seu curto período como prefeito de São Paulo foi organizar as contas públicas. Ele colocou em prática o que qualquer aluno de Administração aprende no primeiro ano da faculdade, que é não gastar mais do que se arrecada. Apesar de a lição ser simples, há muito tempo que não é seguida pelos ocupantes do posto mais importante na política da capital paulista, mais preocupados com politicagem barata e posturas ideologicas e menos com o povo.

Antes de completar duas semanas no cargo, João Doria já exonerou quase 600 funcionários contratados sem concurso durante a gestão de seu antecessor, o petista Fernando Haddad . A meta do novo prefeito é reduzir 30% o total de funcionários comissionados na administração – hoje são cerca de 6 mil. A medida é corajosa e visa enxugar a máquina pública, o que permitirá melhorar a qualidade dos serviços prestados ao cidadão paulistano.

Também foi anunciado, no primeiro dia útil do novo governo , o encerramento de contratos com fornecedores e prestadores de serviço. Todos eles, somados, representam uma economia de 15% no total gasto com esse tipo de contratos. Ficaram fora dessa conta as áreas de saúde, educação e transporte, que não foram atingidas pelos cortes.

Outra ação importante e que foi anunciada ainda antes da posse foi a extinção de cinco secretarias municipais. Com isso, o número de pastas caiu de 27 para 22. Entre as que ficaram, a novidade é que cada secretário e diretor de empresa municipal terá de incluir um gestor de economia em sua equipe. O objetivo é fazer com que os especialistas executem ações que reduzam ainda mais as despesas como energia elétrica, água e materiais utilizados.

Também antes de tomar posse, Doria anunciou que todos os salários que receber enquanto exercer o mandato de prefeito serão doados para instituições assistenciais. A atitude, além de louvável do ponto de vista da solidariedade, mostra que o tucano não entrou para a política com o intuito de encher os bolsos, e sim de levar seu know-howempresarial à gestão pública, setor tão carente de pessoas inovadoras e corajosas.
Ações inusitadas

Além das medidas econômicas, Doria vem executando ações inusitadas e que têm trazido bons resultados. No dia 2 de janeiro, primeiro dia útil de sua gestão, ele se vestiu de gari e ajudou na varrição de rua na Praça 14 Bis, na região central. A ação foi para lançar o programa Cidade Linda, que prevê um conjunto de atividades de zeladoria no município. Ele repetiu o gesto no dia 7, na Avenida Paulista.

Humilde, João Doria se vestiu de gari durante o lançamento do programa São Paulo Cidade Linda

Para certificar-se de que o serviço está sendo bem prestado, Doria tem feito visitas surpresas a prédios públicos, como prefeituras regionais (que eram chamadas de subprefeituras), UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e hospitais.

Como em uma empresa privada, é essencial que os gestores acompanhem de perto o trabalho para identificar problemas, propor soluções viáveis e incentivar os trabalhadores. São Paulo, que recebe centenas de empresas importantes de todo o mundo, merecia um administrador que trouxesse a gestão empresarial para o setor público e acabasse com os vícios políticos que há décadas travaram o crescimento da maior cidade do Brasil .

Fonte: Último Segundo - iG 

9 comentários:

  1. Mais que o senhor prefeito não se esqueça das periferias, que da noujo de tanto lixo nas ruas.á final de contas não foi só quem vive no centro que votou nele. e pq ele não enplanta coletores de lixo nas ruas? Faz tipo na europa cada rua com um coletor. Para não ficar tanto lixo nas calçadas.

    ResponderExcluir
  2. Mais que o senhor prefeito não se esqueça das periferias, que da noujo de tanto lixo nas ruas.á final de contas não foi só quem vive no centro que votou nele. e pq ele não enplanta coletores de lixo nas ruas? Faz tipo na europa cada rua com um coletor. Para não ficar tanto lixo nas calçadas.

    ResponderExcluir
  3. Boa ideia!! Mas calma hahaha ele ja fez tudo isso e foram soh 2 semanas! Ele ainda tem mais 4 anos pela frente!! Vai dar tempo de mudar mta coisa!!!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, fico contente em saber q a minha velha e linda Sampa está em boas mãos. Hoje não resido aí, mas tenho bens e família e continuo acompanhando o trabalho. Espero q o Sr Prefeito consiga td o q planejou.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Muitos diziam impossível ...
    Quero vê-lo indo nas comunidades carentes, aí muitas máscaras irão cair.
    Digo isto como opositor, por ter votado em outro candidato.
    Mas como munícipe quero o melhor pra minha cidade e pros cidadãos.

    ResponderExcluir
  7. Por enquanto este tem o meu respeito, valeu Dória!

    ResponderExcluir
  8. Por enquanto este tem o meu respeito, valeu Dória!

    ResponderExcluir
  9. Com certeza!! Concordo com você (Yoshitiso) também espero que os cidadãos da nossa cidade contribuam para a manutenção das lixeiras em vias públicas. Em frente ao meu prédio é uma lixeira nova todo mês... e sempre é quebrada por inúteis sujeitos que, tenho quase certeza, depois reclamam da sujeira e do prefeito. Temos o direito de cobrar da prefeitura e também temos o dever de manter e cuidar da cidade. Não achou lixeira? Segure seu lixo até encontrar, coloque o papelzinho do chiclete, do salgadinho na bolsa até encontrar um ou entre em um estabelecimento (bar, loja, lanchonete) e descarte seu lixinho apropriadamente.

    ResponderExcluir