PSDB denuncia PT à Justiça


NOTA OFICIAL DO PSDB

Resultado de imagem para PSDB

O PSDB vai denunciar o PT à Justiça por prática de litigância de má-fé em razão de a legenda acusar deliberadamente o PSDB por fatos que, sabe, são inverídicos. Com o intuito de desviar o foco das graves acusações que pesam sobre o PT, a legenda tem repetidas vezes utilizado a Justiça Eleitoral para registrar falsas acusações ao invés de prestar esclarecimentos sobre, por exemplo, escândalos como as gráficas fantasmas que atuaram na campanha presidencial de Dilma Rousseff.

"Lamentavelmente o PT vem sistematicamente usado a Justiça para fins políticos. Este modo de agir nos processos, além de ir contra a boa-fé que a lei espera das partes, prejudica os trabalhos da Justiça Eleitoral, evidenciando mais um grande desserviço do PT ao país. Na ausência de qualquer irregularidade nas contas do PSDB, cria-se factoides para desviar a imprensa e a opinião pública das comprovadas práticas criminosas do PT e seus representantes. Neste contexto, é evidente a litigância de má-fé do partido, razão pela qual o PSDB pedirá à Justiça Eleitoral que puna o PT por suas condutas abusivas", afirmou o advogado do PSDB Flávio Henrique Pereira.

A decisão do PSDB foi provocada por nova falsa denúncia feita pelo PT usando doações realizadas pela empresa Andrade Gutierrez ao partido. Doações devidamente registradas como determina a lei, inclusive com a emissão de recibos eleitorais numerados. A empresa doou R$ 33 milhões ao PSDB, em 2014, valor que engloba doações eleitorais e não eleitorais. Desse total, R$ 19 milhões foram transferidos para a conta do comitê financeiro da campanha presidencial, sendo R$ 12,7 milhões para a conta do candidato a presidente e o restante para outros candidatos, partidos ou comitês dentro da estrutura da própria campanha nacional, e utilizado para pagamento de gastos ordinários do comitê, como tributos.

Todas essas doações e transferências constam da prestação de contas do PSDB junto ao TSE, injustificando a denúncia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário