Odebrecht emprestou R$ 3,5 milhões a 'Carta Capital'


Folha.com


A Odebrecht fez dois empréstimos no total de R$ 3,5 milhões à Editora Confiança, que publica a revista "Carta Capital", segundo o executivo Paulo Cesena, um dos 77 que assinaram acordo de delação com a Lava Jato.

As informações foram publicadas pelo jornal "O Globo", que teve acesso à colaboração do ex-presidente da Odebrecht Transport.

Segundo Cesena, o dinheiro saiu da Construtora Norberto Odebrecht em duas parcelas, em 2007 e 2009. O financiamento atenderia a pedido do então ministro da Fazenda Guido Mantega.

O jornal afirma que a operação foi feita a mando de Marcelo Odebrecht. O delator entendeu que o aporte seria de interesse do PT.


OUTRO LADO

Publisher da revista, Manuela Carta disse que a Odebrecht fez um adiantamento de publicidade, "operação normal no mercado", e que Mantega não participou do negócio. Segundo ela, o valor foi pago na forma de anúncios e patrocínios de eventos.

A defesa de Mantega afirmou que desconhece o assunto. A Odebrecht não se manifestou sobre o tema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário