Mais eficiente das siglas, PSDB elegeu 47% de seus candidatos a prefeito


ANDRÉ MONTEIRO - FOLHA.COM



O PMDB conquistou mais prefeituras nas eleições deste ano em termos absolutos, mas foi o PSDB o partido mais "eficiente" nas disputas.

O cálculo considera o número de candidatos lançados pelas siglas e a quantidade de prefeituras efetivamente conquistadas, em qualquer situação (reeleição ou não).

Ao todo, 1.719 tucanos disputaram o pleito e 803 foram eleitos, o que resulta em uma taxa de sucesso de 47%, a maior de todos os partidos.

Em 2012, a taxa havia sido de 43%, o que colocou o partido na quarta colocação.

O PMDB teve o segundo melhor índice de sucesso. Lançou 2.319 candidatos neste ano e levou 1.038 prefeituras, uma taxa de 45% –a mesma obtida em 2012, quando também ficou na segunda posição do ranking.

Atingido em cheio pela Operação Lava Jato e após perder o governo federal com o impeachment, o PT lançou menos candidatos neste ano e penou para levantar recursos para as campanhas.

Seu índice de sucesso também foi mais baixo. Dos 980 petistas que disputaram, 254 foram eleitos, o que resulta em índice de 26% e que coloca a sigla na 13ª colocação.

Há quatro anos, embalado pelo terceiro mandato federal consecutivo, o partido venceu em cidades grandes como São Paulo e obteve índice de sucesso de 36%, décimo mais alto naquele ano.

Estreante nas urnas, a Rede teve um dos menores índices de sucesso. Apenas 4,5% de seus candidatos conseguiram se eleger. Também estreante, o Solidariedade obteve 23%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário