Em Washington, Geraldo Alckmin garante apoio financeiro para novas concessões de rodovias


IFC atesta a viabilidade técnica e financeira do projeto paulista que passa a ser recomendado pela instituição de desenvolvimento global do Banco Mundial


O governador Geraldo Alckmin recebeu nesta quarta-feira, 9, em Washington, uma carta de compromisso demonstrando o interesse da International Finance Corporation (IFC), braço do Banco Mundial, em financiar o vencedor da licitação da Rodovia do Centro Oeste, cujo edital foi lançado na ultima sexta-feira, 4. O documento foi entregue pessoalmente pela vice-presidente da instituição, Nena Stoiljkovic.

A chancela técnica do IFC, instituição de desenvolvimento global do grupo do Banco Mundial, atesta que o modelo de negócios do governo paulista é adequado ao mercado internacional e financeiramente viável, garantindo assim maior segurança aos investidores.

“Esta parceria com a IFC dá ao nosso projeto credibilidade financeira. Isto é muito importante neste momento em que lançamos uma licitação internacional. A IFC ouviu o mercado, trouxe soluções de outros projetos analisados no mundo, certificou nossos números e o resultado, somado à experiência de São Paulo com concessões, foi um bom projeto de concessão para atrair investidores", afirmou o governador. A vice-presidente, durante a reunião, mostrou interesse do IFC em trabalhar em outros projetos de concessão do Estado.

O governador está em missão oficial nos Estados Unidos entre os dias 9 e 11 de novembro. Na quinta-feira, 10, em Nova York, Alckmin apresenta o programa de concessões para cerca de 40 investidores, durante mesa redonda, em evento organizado pelo COA - Council of the Americas (Conselho das Américas). Na pauta, também o programa de concessão de rodovias em andamento.


Projeto de concessões

Lançado no último dia 4, o novo programa de concessões do Governo do Estado prevê a concessão de quatro lotes de rodovias. O primeiro, da rodovia Centro Oeste Paulista, totaliza 570 km, prevê a recuperação e duplicação desde Florínea, na divisa com o Paraná, até Igarapava, no limite com Minas Gerais, num investimento total de R$ 3,9 bilhões.

Para o usuário das rodovias, a nova concessão terá benefícios como valor de tarifa de pedágio variável de acordo com horário e movimentação da rodovia, sistema de wifi ao longo de todo o percurso de pistas concedidas para comunicação online com o motorista, além da redução de 19%, em média, no valor das tarifas de pedágio já existentes; mais desconto de 5% nas tarifas para quem utilizar modo eletrônico de pagamento de pedágio.

Os outros lotes são a Rodovia dos Calçados, que começa em Itaporanga e chega até o polo calçadista de Franca, totalizando 747 km e investimento de 4,5 bilhões em 30 anos; a Rodovia do Litoral Paulista, que liga Miracatu, no sul do Estado, e Ubatuba, no norte, com 343 km e, ainda, um trecho no Rodoanel Norte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário