Deputados do PSDB pressionam líder da bancada a barrar anistia ao caixa 2


Ofensiva tornou-se pública após parlamentares cobrarem posição da legenda

Pedro Venceslau - O Estado de S. Paulo

Resultado de imagem para Wanderley Macris (SP) e Jutahy Magalhães Jr

Deputados do PSDB na Câmara estão pressionando o líder da bancada, Antonio Imbassahy (BA), para que o partido se posicione publicamente contra a anistia ao caixa 2 e a previsão de punição aos magistrados no projeto anticorrupção que tramita em uma comissão especial da Casa. A ofensiva tornou-se pública nesta quinta-feira, 24, quando os deputados Wanderley Macris (SP) e Jutahy Magalhães Jr (BA) fizeram discurso na tribuna cobrando uma manifestação clara da legenda.

"Escrevi uma carta ao líder do PSDB, pedindo para que ele se posicione sobre essas medidas. Outros deputados também assinarão, prefiro deixar isso claro", disse ao Broadcast Político o deputado Wanderley Macris, que é aliado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Ele disse ainda que sente que existe "claramente" na Câmara hoje um sentimento de autopreservação dos deputados. "Algumas lideranças estão na contramão do que ocorre na sociedade. Tem muita gente que não está sintonizada com os desejos da rua."

Em outra frente, o grupo Vem Pra Rua, um dos principais organizadores dos atos pró-impeachment de Dilma Rousseff (PT), também está pressionando os deputados e promete organizar manifestações contra as alterações no projeto anticorrupção que tramita no parlamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário