“Vacina da dengue”, por Geraldo Alckmin



Resultado de imagem para alckmin vacina dengue
Com o início dos testes clínicos da vacina contra a dengue no Recife, hoje, cumprimos mais uma etapa da longa caminhada dos institutos de pesquisa e da comunidade científica para desenvolvermos a primeira vacina brasileira contra a doença. Um caminho construído de muitas parcerias e com a certeza de sucesso, porque reúne conhecimento científico, investimentos e comprometimento dos nossos pesquisadores e voluntários.

Os parceiros são indispensáveis e agradecemos ao Governo do Estado de Pernambuco, à Fiocruz Pernambuco e a todos os profissionais. O Instituto Butantan, do Governo do Estado de São Paulo, um dos maiores centros de pesquisa biomédica do mundo, coordena os testes em todo o País.

Esta é a terceira e última fase antes de a vacina ser submetida à aprovação da Anvisa, para que possa ser produzida em larga escala. Um ganho para a ciência brasileira e mundial. E mais, as pessoas terão acesso à vacina na rede pública.

Pernambuco será o terceiro Estado da região Nordeste a receber o estudo. Os ensaios clínicos locais serão conduzidos pelo Centro de Pesquisas Ageu Magalhães, a Fiocruz Pernambuco. No Recife, aproximadamente 1,2 mil pessoas de 2 a 59 anos devem participar do estudo.

Ao todo serão 14 centros de pesquisa credenciados para a realização dos testes em mais de 17 mil voluntários em todo o País. Até o momento, os dados disponíveis das duas primeiras fases indicam que a vacina é segura, que induz o organismo a produzir anticorpos contra os quatro vírus da dengue e que é potencialmente eficaz.

Esta é uma conquista construída em conjunto, trabalho dos pesquisadores, dos profissionais da saúde e das pessoas. A luta contra a dengue começa na casa de cada família no combate ao mosquito Aedes aegypti. A vacina, portanto, será um grande avanço e uma importante arma de prevenção.


*Artigo do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), publicado nesta quinta-feira (20/10) no Jornal do Commercio de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário