Manifestantes intimidaram jornalista em protesto contra o governo de Michel Temer


Joana Cunha - Folha de S.Paulo

O prefeito Fernando Haddad discursa para os manifestantes em ato Fora Temer


Escalada para a cobertura do protesto contra o governo de Michel Temer neste domingo (12), eu percorria a avenida Paulista entre os manifestantes quando, às 16h50, encontrei um grupo de cinco jovens mascarados na esquina da alameda Casa Branca.

Observei que eles se cumprimentavam, como se tivessem acabado de chegar.

Decidi fotografá-los para levar ao leitor a informação de que havia pessoas escondendo os rostos entre os manifestantes.

Ao perceber que estavam sendo fotografados, eles vieram na minha direção.

Achei melhor me distanciar. Atravessei a rua e enxerguei uma fila de policiais metros adiante. Não troquei uma palavra com a polícia. Não pedi auxílio.

Os mascarados se aproximaram, me disseram que eram menores de idade e que por este motivo eu não poderia fotografá-los. Falaram em "direitos de imagem". Disseram que haveria problemas se a foto fosse publicada.

Eu ergui os braços e disse a eles que sou jornalista e estava me sentindo intimidada. Na frente dos policiais, eles responderam que não estavam fazendo nada contra mim.

A polícia nada fez por mim. Quem intercedeu foi uma manifestante, pedindo que descobrissem os rostos.

Continuei perto dos policiais, sem pedir ajuda. Fiquei ali parada, mas calculando que a partir daquele momento eu não estaria mais segura se continuasse no protesto.

Mais de 20 minutos depois da fotografia, avistei uma confusão de policiais, jornalistas, advogados e manifestantes descendo a alameda Casa Branca.

Corri para entender o que estava acontecendo e reconheci uma das garotas sendo levada por uma viatura na alameda Santos.

Por volta das 17h30, outras duas jovens que faziam parte do grupo deram entrevistas a jornalistas que estavam no local afirmando que eu havia provocado as prisões. Uma delas reconhece em vídeo que carregava na mochila o soco-inglês encontrado pelos policiais na revista. Diz que é para "autodefesa". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário