Após renegar o PT e ser chamada de golpista, Marta assedia vereadores petistas


WELBI MAIA - EDITOR

Resultado de imagem para MARTA PT

No mesmo dia em que Marta afirma em entrevista à Folha de São Paulo que nunca se colocou como de esquerda, a coluna Painel do mesmo jornal, destaca que a candidata neo-peemedebista assedia seus ex-companheiros de legenda, os vereadores petistas, em busca de apoio para conseguir chegar ao segundo turno das eleições.

Ou seja, na propaganda de TV, no discurso nas ruas e nas entrevistas, Marta renega seus 30 anos de PT. Nos bastidores faz de tudo para conquistar o apoio de seus ex-companheiros.

Isso mostra que Marta está fazendo valer seu slogan de campanha. Ela realmente tem 'Coragem para mudar': Muda de discurso a cada ocasião. Usa aquele que lhe é mais conveniente. Para a ex-petista e neo-peemedebista, opinião é como roupa, ela usa conforme a ocasião e o ambiente.
*


Veja, abaixo, a matéria do Painel da Folha de hoje:


Para ir ao 2º turno, Marta pede a vereadores do PT que abandonem Haddad e façam campanha por ela


POR PAINEL

Pelas beiradas Empatada em segundo lugar a 12 dias da eleição, Marta Suplicy (PMDB) lançou forte ataque especulativo sobre as campanhas do PT e do PSDB para tentar assegurar a vaga no segundo turno. Com Fernando Haddad estagnado, a ex-petista avança sobre as principais pontes do rival com os eleitores: disparou telefonemas a candidatos a vereador de seu antigo partido pedindo que preguem o voto útil em suas bases, evitando que João Doria e Celso Russomanno avancem juntos na disputa.

Deus e o Diabo Assediados, candidatos do PT disseram ter jurado fidelidade a Fernando Haddad. Mas aliados do prefeito já receberam relatos de que petistas estão ajudando Marta em redutos tradicionais do partido.

De volta ao passado O ex-deputado do PT Gerson Bittencourt, ligado à família do secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto (também ex-secretário de Marta), tem sido um importante auxiliar da peemedebista nos assuntos do setor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário