Governador Geraldo Alckmin entrega modernização da ‘central’ do programa Recomeço


Investimento em reformas e reestruturação do Cratod, que atende a dependentes de crack, foi de R$ 736 mil; unidade ganhou 12 novos leitos de observação e mais sete consultórios


O governador Geraldo Alckmin entregou nesta segunda-feira, 15, na capital paulista, as obras de modernização e ampliação do Centro de Referência de Álcool, Tabaco e outras Drogas (Cratod), base do programa estadual Recomeço, de combate à dependência química.

“Hoje, estamos renovando o convênio de um trabalho que une o Tribunal de Justiça, Ministério Público, Defensoria Pública, OAB e o Governo do Estado. Além de renovar essa parceria objetivando o tratamento dos pacientes, estamos ampliando os trabalhos”, comentou Alckmin. “Passamos de 25 para 37 leitos, de dois para sete consultórios, dobramos o atendimento social, ampliamos o atendimento odontológico”, explicou o governador.

Situado na região da Nova Luz, a unidade é voltada para a prevenção e tratamento dos transtornos decorrentes do uso indevido de substâncias psicoativas, dispondo inclusive de um Centro de Atenção Psicossocial - Álcool e Drogas (Caps AD), para atendimento aos usuários dependentes e suas famílias. Também é responsável pela organização, capacitação e manutenção das Redes de Tratamento do Tabagismo e Rede Recomeço no Estado de São Paulo. As obras contemplaram reformas e modernização do térreo e 1° andar do edifício.

O setor de observação foi ampliado de 25 para 37 leitos, e adaptado para atender às diferentes necessidades dos pacientes, recebendo uma área de isolamento, com três leitos, além de dois consultórios e uma sala exclusiva para atendimento médico de emergência.

Com investimento total de R$ 736,1 mil em obras, mobiliário e equipamentos, as reformas atingiram também as instalações do Caps AD local. O número de consultórios médicos, por exemplo, passou de dois para sete. Além disso, o setor de odontologia do centro de referência foi totalmente reestruturado, com melhorias em consultórios e sala de próteses.

Além de promover atendimento contra a dependência química, a unidade também realiza a capacitação de profissionais de saúde para a implantação de Caps AD em municípios, sendo referência em orientações à população sobre os riscos do consumo de derivados do tabaco, álcool e demais drogas.


Recomeço

Desde 2013, o Governo do Estado mantém um Plantão Judiciário e uma Unidade Social de Acolhimento no Cratod, que visam dar maior celeridade à triagem e encaminhamento de pacientes para internação, seja em leitos de enfermaria ou em comunidades terapêuticas, ou acompanhamento ambulatorial nos Caps-AD (Centros de Atenção Psicossocial - Álcool e Drogas) municipais.

O Plantão Judiciário tem por finalidade agilizar o encaminhamento de pacientes para internação involuntária (com consentimento dos familiares) e compulsória (decidida pelo juiz) nos casos previstos em lei federal de 2001. Esse plantão, que acontece de segunda a sexta-feira, inclui médico, advogado, representantes do Ministério Público e do Judiciário.

O Cratod realiza atendimento 24h por dia, todos os dias da semana. Atendeu, nos últimos dois anos, mais de 200 mil telefonemas. “Orientamos também as famílias por telefone. Criamos um hospital exclusivamente voltado ao tratamento da dependência química, em Botucatu. Temos 3.300 leitos entre comunidades terapêuticas e leitos hospitalares”, disse Alckmin.

Até o momento, o Cratod realizou 30.307 acolhimentos e fez 14.071 encaminhamentos de pacientes para internação, das quais 12.026 (85,5%) ocorreram de forma voluntária, isto é, com o consentimento do dependente.

O Cratod está localizado na Rua Prates, 165, no Bom Retiro. O telefone de atendimento é o (11) 3329-4455.

Nenhum comentário:

Postar um comentário