"Compromisso do PSDB com o Brasil", artigo de Silvio Torres


Folha de S.Paulo

Resultado de imagem para silvio torresO PSDB, além de cobrar o cumprimento das 15 premissas apresentadas pelo partido para ajudar o governo interino, não abrirá mão de seus projetos e convicções para garantir aos brasileiros uma volta aos tempos de bonança, aos tempos da estabilidade econômica garantida pelo Plano Real.

Não estamos sozinhos nessa luta. Pelo contrário, nosso projeto para o Brasil tem conquistado, a cada dia, mais gente.

Após um bem-sucedido programa nacional de filiações iniciado em 2015, que registrou em seis meses mais de 100 mil novos filiados, o PSDB colhe hoje os frutos de seu trabalho, seja como oposição responsável ou aliado crítico, mas sempre em defesa do interesse do país.

As eleições municipais deste ano, que já ganharam as ruas, comprovam essa adesão ao nosso projeto. De acordo com dados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o partido conseguiu aumentar em 36% o número de candidatos a prefeito nos municípios com mais de 100 mil habitantes (de 107 para 146), enquanto o PT amarga uma queda de 48% nas suas candidaturas em todo o país.

O PSDB disputará a eleição para prefeito em 1.731 cidades. Ao todo, serão mais de 34 mil candidatos defendendo nossas posições e convicções, sendo que 31.917 para vereador e 1.293 para vice-prefeito.

As mulheres são um terço desses candidatos. Elas ocuparam definitivamente um espaço na política e, com suas ações, hoje levam ao PSDB um sopro de renovação, de sensibilidade e sintonia com as demandas do eleitorado feminino.

O Brasil começa a viver uma nova fase com a saída de Dilma Rousseff. Neste grave momento, o PSDB reitera seu compromisso de ajudar o país a sair do buraco para o qual foi lançado após 13 anos de governos do PT.

Não contem conosco, porém, para trilhar por caminhos fáceis que desviem o Brasil do necessário ajuste fiscal. Muitas das demandas por aumentos salariais podem até ser justas, mas são inoportunas. Ainda mais quando a dura realidade aponta a existência de quase 12 milhões de desempregados no país.

Antes de apresentar nossos candidatos aos municípios brasileiros, investimos em debates internos e definimos propostas sociais capazes de dar continuidade ao que idealizamos quando lançamos o Bolsa Escola, o Bolsa Alimentação, o Vale Gás e o cadastro único, que acabaram reunidos no Bolsa Família.

Entre abril e julho deste ano, o PSDB e o Instituto Teotônio Vilela realizaram, pelo menos, 14 cursos de qualificação, beneficiando mais de 6.000 pré-candidatos. Produzimos ainda um manual para orientar nossos agora candidatos em seus programas de governo.

Isso sem falar no inovador kit com jingle, site customizável e material gráfico, o que permite a nossos candidatos imprimir materiais de campanha sem precisar, necessariamente, contratar uma agência de publicidade. Tudo para baratear os custos.

Com foco no interesse dos brasileiros, pretendemos seguir representando uma significativa parcela da população brasileira que confia na capacidade do PSDB de defender seus compromissos históricos com a gestão eficiente e o combate à corrupção, sem perder de vista a necessidade de manter e ampliar as políticas sociais em curso no país.


*SÍLVIO TORRES é deputado federal por São Paulo e secretário-geral do PSDB nacional

Nenhum comentário:

Postar um comentário