Cármen Lúcia é confirmada na presidência do STF


Eleição simbólica marcou designação da ministra para substituir Ricardo Lewandowski

VEJA


A ministra Cármen Lúcia foi eleita nesta quarta-feira presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Ela ocupará o cargo pelos próximos dois anos a partir do dia 10 de setembro, quando substitui Ricardo Lewandowski. A eleição foi simbólica porque a ministra já ocupa o cargo de vice-presidente da corte.

Cármen Lúcia Antunes Rocha foi indicada para o Supremo pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e tomou posse em 2006. A ministra nasceu em Montes Claros (MG) e formou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC), em 1977. Ela será a segunda mulher a assumir o cargo. A primeira foi a ex-ministra Ellen Gracie.

Após a eleição, a ministra agradeceu a confiança de seus pares e reiterou o juramento de cumprir a Constituição. Ela também afirmou que fará o melhor para o Judiciário, como a ajuda dos colegas de Supremo. Com a posse da ministra, marcada para o dia 12 de setembro, o vice-presidente da Corte será o ministro Dias Toffoli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário