PSDB deve apoiar candidatura de Rodrigo Maia à sucessão de Cunha


DANIELA LIMA


Terceira maior bancada da Câmara, o PSDB tende a apoiar a candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) na eleição que irá escolher o sucessor de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no comando da Casa.

O deputado do DEM esteve na noite deste domingo (10) com o presidente nacional dos tucanos, senador Aécio Neves (PSDB-MG) na tentativa de fidelizar o apoio da sigla à sua candidatura.

Depois desse encontro, Aécio foi com o líder da bancada do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (PSDB-BA), a um jantar com o presidente interino, Michel Temer.

Na conversa, os tucanos disseram a Temer que o PSDB não iria lançar candidato próprio para não tumultuar ainda mais o quadro da sucessão na Câmara, mas deixaram claro que vão querer disputar a presidência da Casa em 2017, quando será eleito novo presidente com um mandato de dois anos.

Os tucanos também disseram ao interino que o PSDB teria "muita dificuldade" em apoiar um candidato do chamado "centrão", grupo que congrega partidos médios e pequenos, como o PP, PR e PSC, e que tende a apostar todas as suas fichas na candidatura de Rogério Rosso (PSD-DF).

Diante desse cenário, deputados do PSDB dão como certo o apoio da cúpula do partido a Rodrigo Maia, mas explicam que a decisão só será sacramentada após reunião da bancada, que deverá acontecer ainda na tarde desta segunda-feira (11).

Aécio e Imbassahy se comprometeram ainda a tentar construir uma candidatura única que represente todas as siglas do campo político que fazia oposição ao PT.

Hoje, além de Maia, os deputados Heráclito Fortes (PSB-PI) e Júlio Delgado (PSB-MG) tentam se viabilizar como nomes desse campo político na disputa pela sucessão de Cunha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário