Temer dá aumento maior do que prometido por Dilma para Bolsa Família


VALDO CRUZ - FOLHA.COM

Presidente interino Michel Temer participa de inauguração de fábrica de celulose no Paraná 
Foto: Beto Barata/PR 

O presidente interino, Michel Temer, vai anunciar nesta quarta-feira (29) um aumento médio de 12,5% para os benefícios do programa Bolsa Família, que vai valer a partir de julho. O reajuste será maior do que havia sido prometido pela presidente Dilma Rousseff no Dia do Trabalho, mas na época ela não podia formalizar oficialmente o reajuste porque o Orçamento da União não permitia. A promessa de Dilma era conceder um reajuste médio de 9%.

Temer decidiu fazer o anúncio hoje de manhã. Sua agenda original previa inicialmente que, às 11h30, haveria uma cerimônia de anúncio de liberação de recursos para educação básica. Depois, a agenda foi modificada, incluindo também a divulgação do aumento do Bolsa Família.

O presidente interino tem buscado sinalizar que seu governo não vai acabar com os programas sociais criados nos governos petistas, buscando rebater as críticas da presidente afastada.

Segundo técnicos, o governo passou a ter condições de dar o aumento depois que foi aprovada a revisão da meta fiscal, liberando o governo a fechar neste ano com um rombo de até R$ 170,5 bilhões. Antes, a presidente Dilma não tinha condições de fazer o aumento porque o Orçamento, até então, determinava que o governo fechasse o ano com um superavit de R$ 24 bilhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário