Lula e Dilma na delação da Odebrecht


Mônica Bergamo - Folha.com


O sítio que Lula frequenta em Atibaia será objeto da delação premiada da Odebrecht. A empreiteira financiou parte da reforma do imóvel e dará detalhes da negociação para realizar as obras. O termo de confidencialidade que oficializa o acordo da empresa com a Justiça foi assinado na quarta-feira passada. Os depoimentos devem começar nas próximas semanas.

A Odebrecht se comprometeu a dar também informações sobre conversas que teve com o governo de Dilma Rousseff para que ele a ajudasse na Justiça. Em outra delação, a de Delcídio do Amaral, a presidente foi acusada de nomear magistrado do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que teria concordado em votar a favor da libertação de Marcelo Odebrecht, presidente da empresa detido desde o ano passado.

Outro personagem, além de ex-ministros de Estado, que pode emergir da delação da Odebrecht é Giles Azevedo. Ele era assessor especial de Dilma Rousseff e pessoa de sua total confiança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário