"Meu candidato é o Alckmin", diz peemedebista vice-governador de Santa Catarina


Eduardo Pinho Moreira: meu candidato é o Alckmin

Moacir Pereira - DC

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin e a primeira-dama Lu Alckmin com Eduardo Pinho Moreira e Ivanne Fretta Moreira

O vice-governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira tem hoje como candidato preferencial à Presidência da República o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Ao apoiar enfaticamente a saída do PMDB do governo Dilma, abriu o voto durante entrevista ao repórter Robson Lunardi, da Rádio Guarujá, de Orleães, ao falar sobre o agravamento da crise múltipla que abala o Brasil.

Ex-presidente do diretório estadual, Moreira disse que defende a saída do PMDB do governo Dilma desde o final do ano passado. E lembrou que no segundo turno da eleição presidencial nem participou da campanha. Na ocasião, Raimundo Colombo, que vencera no primeiro turno, fez comício no Centrosul com forte apoio à reeleição de Dilma.O vice justificou: "Saí de Santa Catarina e viajei para fora do Brasil porque a Dilma vinha aqui com o Michel Temer. Eu achava que o Brasil tinha que mudar de rumo já naquela época. Se bem que não ache que o Aécio seja a opção". 

- O melhor nome para presidir o Brasil se chama Geraldo Alckmin, governador de São Paulo. Falo como brasileiro. Tenho como José Serra outro nome competente. O PMDB hoje não tem nomes – prosseguiu.

Moreira destacou que o PMDB de Luiz Henrique, Pedro Ivo, dele e de Ulysses Guimarães "Não é este PMDB que está lá hoje", criticando o Romero Jucá, o Eduardo Cunha, ex-PRN que ele tratou como "esta praga".

- José Sarney presidente de honra do PMDB é um desrespeito. O filho dele é deputado pelo PV, a filha do PFL. O PMDB ético que defendo é o de Santa Catarina. Não este que comanda o Brasil – completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário