Governador Geraldo Alckmin dá início à escavação do maior túnel da duplicação da Tamoios


Obra da nova pista da Rodovia dos Tamoios, iniciada em dezembro, entra em nova fase com a abertura do primeiro, e maior, dos cinco túneis do trecho de serra


O governador Geraldo Alckmin deu início nesta quinta-feira, 28, à escavação do primeiro – e maior – dos cinco túneis da obra da nova pista da Rodovia dos Tamoios (SP-99). Os trabalhos começam em Caraguatatuba com escavações sentido São José dos Campos. Esse túnel será o maior do Estado de São Paulo, com 3.675 metros – superando o túnel de 3.146 metros da Rodovia dos Imigrantes (SP-160). A previsão é de que esteja concluído em três anos. A obra de duplicação do trecho de serra da Tamoios, realizada pela concessionária Tamoios com gerenciamento e fiscalização da Artesp - Agência de Transporte do Estado de São Paulo, teve início em dezembro e tem previsão de conclusão em 2020, com investimento de R$ 2,6 bilhões.

“Uma autoestrada com tecnologia de ponta, grandes cuidados ambientais e que começa agora, já aqui com a explosão do chamado túnel 5. As obras começam de Caraguá para São José, para Paraibuna, e daqui a alguns meses começa de lá para cá, vão se encontrar as duas frentes de trabalho. É uma rodovia com segurança, conforto, qualidade, sem grandes impactos ambientais e promovendo o desenvolvimento do litoral e do Vale do Paraíba. Uma ligação histórica em uma das regiões mais industrializadas do mundo", disse Alckmin.

Oito meses depois de iniciada a frente de trabalho que começou nesta segunda-feira, terá início a escavação em São José dos Campos, que será realizada sentido Caraguatatuba. O método de escavação será o NATM (New Austrian Tunnelling Method), que consiste em perfurar a rocha, realizar detonações com explosivos e retirar a rocha demolida. No pico das obras de escavação serão gerados 228 empregos diretos, com 38 funcionários trabalhando por turno, por frente de escavação, incluindo motorista de basculantes e pessoal de apoio direto. A entrada do túnel se interligará com o Contorno de Caraguatatuba através de um viaduto de quase um quilômetro de extensão, cujos pilares terão cerca de 40 metros de altura (equivalente a um prédio de 13 andares).

Cinco túneis

Mais de 70% do tempo de obra da duplicação da Tamoios será gasto com a escavação de túneis. Dos 21,6 quilômetros de novas pistas – entre o km 60,4 e o km 82 -, 12,6 quilômetros são referentes aos cinco túneis da obra. Haverá, ainda, nove viadutos, uma ponte e um pontilhão. A nova pista será construída entre Paraibuna e Caraguatatuba, e a operação será no sentido litoral-planalto, mas haverá possibilidade de inverter o tráfego se houver demanda que justifique essa medida – como, por exemplo, nos feriados prolongados. A nova pista terá rampas menos inclinadas do que o trecho de serra atual, um traçado menos sinuoso e curvas mais seguras. Serão implantados túneis laterais para servir de rota de fuga e para atendimento de emergência. A obra vai gerar 2.500 empregos diretos ao longo dos anos.

Meio ambiente

A construção de mais de 50% da nova pista em túneis ocorre para minimizar o impacto ambiental e a supressão de vegetação do Parque Estadual da Serra do Mar. Além de reduzir o corte de árvores, está previsto como compensação o plantio de 420 mil mudas pela concessionária. Pensando na preservação das espécies animais, foi feita uma parceira com a Universidade do Vale do Paraíba (Univap), com a injeção de recursos para a criação de um Centro de Reabilitação de Animais Silvestres. Nesse local, os animais que eventualmente necessitarem de recuperação terão área de quarentena, ambulatório e alimentação até que possam ser devolvidos à natureza.

Outras obras

As intervenções para melhorar a logística do Planalto ao Litoral Norte tiveram início em maio de 2012 com as obras de duplicação do trecho da Tamoios entre São José dos Campos e Paraibuna, totalizando 49 quilômetros (do km 11,5 ao km 60,5), que foram concluídas em janeiro de 2014, com investimento de R$ 672 milhões. Com a transferência da operação da SP-99 para a concessionária Tamoios, em abril do ano passado, foi iniciada uma série de melhorias, como a substituição dos dispositivos de sinalização, instalação de bases de Serviços aos Usuários, tapa buraco, iluminação do trecho de serra, alargamento de acostamento em sete pontos da via, entre outras. Além de melhorar a mobilidade na região, as intervenções trarão benefícios para o turismo e para o acesso ao Porto de São Sebastião – com consequente melhora no escoamento de mercadorias.

Além das obras de duplicação do trecho de serra, realizadas pela concessionária Tamoios, está em andamento a construção dos contornos de Caraguatatuba e São Sebastião, sob responsabilidade da Dersa. Serão 33,9 quilômetros de novas pistas. Com início em outubro de 2013, essas obras tem previsão de finalização em três etapas, entre dezembro deste ano e junho de 2018. O investimento é de R$ 1,99 bilhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário