Geraldo Alckmin diz que eleições gerais é ideia para enfraquecer impeachment


Para o governador de São Paulo, cabe ao TSE , que analisa denúncias de irregularidades, cancelar o processo eleitoral e convocar novo pleito


RENE MOREIR - O ESTADO DE S.PAULO

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) em Itirapuã-SP

Em visita ao interior do Estado nesta quarta-feira, 6, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, criticou a proposta de realização de eleições gerais para todos os cargos eletivos. Para ele, a ideia tem a finalidade de fazer com que perca força a proposta de impeachment, que tramita na Câmara dos Deputados contra a presidente Dilma Rousseff.

"Eu acho que isso não pode ser feito para parar ou esquecer o impeachment. A uma semana da votação você criar um fato, é para enfraquecer a questão do impeachment", afirmou ao Estado.

Segundo o governador, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) já está analisando as denúncias quanto à lisura do processo eleitoral. "Então, você tem duas coisas. Uma é o impeachment, que vai ser votado e decidido. A outra é o TSE, que pode anular a eleição, aí terá de haver nova votação", explicou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário