Governador Geraldo Alckmin aplica a Constituição para vetar ato do PT na Paulista dia 13



Ao garantir a segurança para os atos marcados para o próximo domingo, 13/03, contra o governo Dilma e contra o PT, como também proibir manifestações pró-Lula no mesmos locais, o governador Geraldo Alckmin nada mais faz que assegurar aos participantes um direito constitucional. 

O Artigo 5º da Constituição Federal - aquela que o PT e Lula se negaram a assinar -, além de garantir o direito a manifestação pacífica, também diz que uma reunião não pode ser marcada para o mesmo local onde uma já foi previamente agendada.

Portanto, qualquer argumento de favorecimento do Governo de São Paulo aos atos contra Dilma e contra o PT não tem o menor sentido. Estas manifestações foram marcadas há meses, assim como comunicadas com antecedência, como determina a Constituição.


Veja o que diz o artigo 5º da Constituição Federal:

Constituição Federal

Artigo 5º Inciso XVI

XVI - todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente;

3 comentários:

  1. vamos mais tranquilos, de graça e por amor ao Brasil, fora PTRAIDORES

    ResponderExcluir
  2. Agora é a hora de todos se mobilizarem pois anos se passaram e todos ficaram emburrecidos na participação politica nos caminhos do Brasil,pão e circo todos receberam, ovelhas envovidas em um maligno plano de poder desta facção, agora ou todos saem nas ruas ou iremos virar escravos destes canalhas ricos que nada amam nosso país varonil !

    ResponderExcluir
  3. Conhecimento é tudo! Que a manifestação seja de fato pacífica e que os direitos e deveres constitucionais sejam respeitados! Os brasileiros(as) nao

    ResponderExcluir