Lula reconhece que crise é um risco para candidatura de Haddad


Catia Seabra - Folha.com


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reconheceu, nesta quinta-feira (4), que a crise política e econômica põe em risco a candidatura do prefeito Fernando Haddad à reeleição.

Lula se reuniu com Haddad na manhã desta quinta, no Instituto Lula. Além de Haddad, o presidente da Câmara de Vereadores, Antônio Donato, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, e o presidente estadual, Emídio de Souza, participaram da reunião em que foi avaliado o cenário político para a disputa pela Prefeitura de São Paulo.

Segundo participantes, Lula apontou a eleição de Haddad como prioritária para a sobrevivência do PT, mas admitiu que a capital –palco das maiores manifestações contra o Governo Dilma– oferece dificuldades ao partido.

Para reverter a rejeição ao PT, recomendou que Haddad intensifique sua agenda, especialmente na periferia de São Paulo.

Os participantes da reunião desligaram os aparelhos de celular na chegada ao instituto.

E, embora Lula tenha repetido ser alvo de uma campanha da oposição, a reunião foi encerrada antes de revelada a informação de que a Polícia Federal investiga a participação do ex-presidente em suposto esquema de venda de medidas provisórias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário