Mais uma escola ocupada por manifestantes é alvo de vandalismo


Secretaria da Educação de SP diz que ocupação causou prejuízos em escola

Folha.com

Foto enviada pela Secretaria da Educação mostrando escola Salvador Allende após ocupação 


A Secretaria da Educação de São Paulo divulgou fotos do que seriam o resultado de atos de vandalismo causados pelos ocupantes da escola Escola Estadual Presidente Salvador Allende Gossens, em Itaquera (zona leste), onde a Polícia Militar esteve ontem e prendeu cinco suspeitos de roubar computadores.

Além disso, a Secretaria também enviou uma nota de repúdio afirmando que houve depredação ao patrimônio público e atos de vandalismo na escola.

Antes da suspensão da medida que previa a reorganização escolar, o número de escolas ocupadas chegou a 196; hoje, há menos de 100. Os estudantes ainda pedem o cancelamento definitivo do projeto e a punição de policiais que agrediram adolescentes em manifestações.


*

Veja a nota na íntegra:


"A Secretaria da Educação repudia os atos de vandalismo ocorridos na Escola Estadual Presidente Salvador Allende Gossens, na capital de São Paulo. A unidade, que estava ocupada por manifestantes havia um mês, foi liberada no final da tarde do último sábado, dia 12. A polícia foi acionada. Foram vandalizados o laboratório de informática, salas da direção e coordenação, cozinha, banheiros, cantina. Portões e portas também foram danificados, carteiras e cadeiras foram quebradas e espalhadas pela unidade. Livros e alimentos foram jogados no chão. A despensa foi destruída e os armários foram arrombados. A escola foi encontrada com muito lixo e com roupas deixadas pelos manifestantes. Os prejuízos ainda não foram calculados. Ao longo dos próximos dias, equipes da Secretaria da Educação trabalharão no local para o restabelecimento da rotina escolar.

A Pasta lamenta que o direito à manifestação termine com a depredação de um patrimônio público e educacional, prejudicando centenas de alunos e comprometendo o término do ano letivo.

Imagem de bancada sem computadores 


Nenhum comentário:

Postar um comentário