Mais uma escola invadida por manifestantes é depredada em Osasco


Sala da escola Francisca Lisboa Peralta, vandalizada neste sábado (5) em Osasco (Grande SP)


A escola estadual Francisca Lisboa Peralta, em Osasco (Grande SP), ocupada há 15 dias em protesto contra a reorganização no ensino proposta pelo governo Alckmin (PSDB), foi depredada no início da tarde deste sábado (5).

A unidade é a segunda a ser vandalizada na cidade em uma semana. O primeiro caso, na noite de segunda (30), ocorreu no colégio Coronel Antônio Paiva de Sampaio.

Alunos da Francisca Lisboa Peralta afirmam que foram ameaçados e obrigados a deixar o local por grupo de jovens responsável pelo crime.

Em nota à imprensa, a Secretaria da Educação repudiou os atos de vandalismo. "A pasta lamenta que o direito à manifestação de alguns estudantes contrários ao processo de reorganização das escolas termine com a depredação de um patrimônio público e educacional, prejudicando centenas de alunos e comprometendo o término do ano letivo."

Conforme a secretaria, que ainda calculará o prejuízo, a polícia foi chamada por vizinhos que ouviram barulho no local. Salas de aula e de coordenação e a cozinha foram depredadas.










Nenhum comentário:

Postar um comentário