'Impeachment é constitucional', afirma Geraldo Alckmin


Reynaldo Turollo JR. - Folha.com


Em evento no Palácio dos Bandeirantes na noite desta segunda (7), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), evitou se posicionar sobre o processo de impeachment da presidente, mas afirmou que o dispositivo é constitucional e que cabe ao Congresso analisar os fundamentos do pedido.

"O impeachment é previsto na Constituição brasileira, e a Constituição não é golpista", disse.

"É preciso agir, e agir rápido, e o Congresso Nacional definir essa situação prevista na Constituição. Tenho certeza de que o Congresso haverá de interpretar o anseio da sociedade com todos os cuidados jurídicos constitucionais."

As declarações foram dadas após um evento do Lide (Grupo de Líderes Empresariais), que premiou empresários e autoridades de vários setores da economia.

Esperado para a cerimônia, o vice-presidente, Michel Temer (PMDB), cancelou sua participação mais cedo, devido a um encontro que teria com correligionários em Brasília. Temer gravou um vídeo, exibido à plateia, em que lamentou a ausência, justificada por "questões ligadas a Brasília", e disse que nenhum governo consegue governar sem os empresários.


Nenhum comentário:

Postar um comentário