Em rede social, FHC critica trocas na Educação e ironiza 'pátria educadora'


Folha.com

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou nesta sexta-feira (2) as constantes trocas no Ministério da Educação realizadas pela gestão da presidente Dilma Rousseff.

FHC ironizou a expressão "pátria educadora" –slogan da atual gestão petista– e afirmou que as trocar o comando do MEC é um bom expediente "para apaziguar os apetites da base aliada", mas que é um "desrespeito à educação e aos professotes".

O tucano lembra ainda que, durante sua gestão, o titular da Educação não mudou. Paulo Renato Sousa comandou a pasta durante os oito anos de seu governo.

Ainda segundo a postagem, o MEC virou "carta no baralho da barganha".

Desde 2011, quando iniciou seu primeiro mandato, a presidente Dilma já teve cinco ministros diferentes na Educação: Fernando Haddad, Aloizio Mercadante (duas vezes), Henrique Paim, Cid Gomes e Renato Janine Ribeiro.

Dilma anunciou na manhã desta sexta a volta de Mercadante ao cargo (ele já havia ocupado a pasta de 2012 a 2014). Mercadante substitui o professor Renato Janine Ribeiro.

Reprodução/Facebook 
Postagem na qual o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso critica trocas constantes no MEC


Nenhum comentário:

Postar um comentário