Em ato, FHC, Serra e Aloysio selam apoio a Matarazzo para prefeito de SP


Daniela Lima - Folha.com

Andrea Matarazzo reúne cúpula do PSDB em ato de apoio à sua pré-candidatura à Prefeitura de SP

O vereador Andrea Matarazzo (PSDB-SP) reuniu na noite desta quinta-feira (3) a cúpula do PSDB paulista, num evento de apoio à sua pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo.

O ato contou com a presença do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e dos senadores José Serra e Aloysio Nunes. Todos eles declararam abertamente que defenderão o nome de Matarazzo para candidato dos tucanos em 2016.

Organizado pelo ex-ministro de FHC José Gregori, o evento se tornou a demonstração mais ostensiva de apoio a um pré-candidato tucano deste que uma série de quadros começaram a se lançar como opções do PSDB para 2016.

Na semana passada, o empresário João Dória Jr. se inscreveu para disputar as prévias que escolherão o candidato do partido. E, como revelou a colunaPainel, o secretário Alexandre de Moraes (Segurança), anunciou ao vice-presidente Michel Temer a intenção de se desfiliar do PMDB para ingressar no PSDB e disputar a indicação do partido.

Numa fala aos presentes, FHC disse que Andrea era "a sua escolha". Serra, por sua vez, disse que "Andrea é quem mais conhece a cidade e tem muita vontade". "Está pronto para disputar a eleição", concluiu.

Celso Lafer, ex-ministro de Relações Exteriores de FHC também compareceu ao encontro. Antigos aliados do vereador, como a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) engrossaram o ato. "Todos somos Andrea", gritaram.

O evento também deve ser visto como uma forma de pressionar o governador Geraldo Alckmin, cujo apoio é considerado fundamental para qualquer candidato. Nos bastidores, tanto João Dória Jr. como Alexandre de Moraes são citados como nomes que teriam mais apoio do governador.

Além de Doria Jr. e Moraes, já declararam a intenção de concorrer o presidente do Instituto Teotonio Vilela, José Anibal, e os deputados federais Bruno Covas e Ricardo Tripoli. Os três também discutem a possibilidade de se unir em torno de apenas um deles.

Da ala tucana mais ligada a Alckmin, compareceram ao jantar apenas o presidente da Assembleia, Fernando Capez, e o deputado Silvio Torres, secretário-geral do PSDB nacional. Entre os secretários de Estado, apenas Floriano Pesaro (Desenvolvimento Social) apareceu.

Os presidentes municipal e estadual do partido, Mario Covas Neto e Pedro Tobias, também foram ao evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário