Michel Temer abandona articulação Política do governo Dilma

 
Andréia Sadi e Marina Dias - Folha.com


O vice-presidente Michel Temer comunicou à presidente Dilma Rousseff nesta segunda-feira (24) que não cuidará mais da política no varejo. O vice quer cuidar apenas da ''macropolítica'', sem responsabilidade por cargos e emendas.

O ministro Eliseu Padilha avisou também que sairá da articulação política em setembro e voltará a se dedicar exclusivamente à Aviação Civil.

O anúncio foi feito na reunião de coordenação política.

Em seguida, Dilma e Temer tiveram uma reunião reservada com Mercadante e Padilha. Eles discutiram detalhes sobre a reformulação da articulação política, mas ainda não há uma definição do redesenho do posto.

A cúpula do PMDB pressiona para que o vice deixe a função. Entre as reclamações estão acordos não cumpridos pelo governo de distribuição de cargos e emendas para partidos aliados em troca de apoio no Congresso.

Temer havia comunicado a interlocutores na sexta-feira (21) que queria deixar o cargo. A presidente não fez um telefonema ao vice, mesmo diante do noticiário de que ele abandonaria a coordenação política.

Irritado com o tratamento do Palácio do Planalto, ele quer devolver a articulação política. Dilma, no entanto, tenta demover Temer da ideia por mais um período.

Nenhum comentário:

Postar um comentário