Metrô de São Paulo recebe prêmio internacional pelas ações de relacionamento com seus usuários


Prêmio recebido pelo governador Geraldo Alckmin enaltece as ações inclusivas voltadas aos idosos e às pessoas com deficiência


O governador Geraldo Alckmin recebeu nesta terça-feira, 18, no Centro Cultural Britânico, o prêmio da UITP na categoria Serviços a Clientes, pelo projeto do Metrô de São Paulo “Ações de Relacionamento Inclusivas”, voltadas aos idosos e às pessoas com deficiência. A qualidade do relacionamento do Metrô paulista com seus usuários conquistou o prêmio durante o congresso da UITP (União Internacional de Transportes Públicos) realizado em Milão, em junho, como um dos projetos inovadores que contribuem para o setor de transporte público.

"Nós recebemos esse prêmio representando toda a América Latina pelo atendimento ao usuário, especialmente aos idosos, pois nós transportamos um grande número de idosos todos os dias", disse o governador. "Além dos investimentos nas ferrovias, nós temos um investimento grande nas pessoas", destaca Alckmin.

O trabalho apresentado na conferência destacou as diversas ações desenvolvidas pela Companhia com vistas à inclusão social da população idosa e das pessoas com deficiência. Entre as atividades sistemáticas que o Metrô desenvolve, foram destacadas as visitas monitoradas para pessoas idosas, que acontecem semanalmente e têm como objetivo orientá-las sobre o uso do sistema metroviário de transporte com a máxima segurança, incluindo a prevenção de comportamentos de risco. Trata-se do Programa Experiente Cidadão.

O Metrô recebe 120 mil idosos diariamente e, para atendê-los, todos os funcionários são orientados e preparados a prestarem auxílio aos que necessitem de ajuda - antes mesmo que venham solicitá-la. Some-se a isso o auxílio ao embarque e desembarque feito pelos estagiários do Programa Jovem Cidadão, além do atendimento preferencial nas linhas de bloqueio (catracas) das estações. Outras estratégias também foram apresentadas, como o “Manual do Usuário Idoso”, a comunicação visual e sinalização dedicada aos deficientes e as campanhas educativas de conscientização de todos os usuários.

Desde o início de sua operação comercial, em setembro de 1974, o Metrô teve grande preocupação com a segurança dos usuários, incluindo uma rigorosa limpeza dos trens e estações, além de um padrão de atendimento de alto nível, reconhecido internacionalmente. Diariamente, 1.692 pessoas com deficiência são acompanhadas no Metrô de São Paulo, que é 100% acessível. Em 2013, foram realizados aproximadamente 618 mil acompanhamentos (91% de usuários com deficiência visual e 9% com deficiência física ou restrição de mobilidade).

Nenhum comentário:

Postar um comentário