Estado de São Paulo terá currículo escolar flexível para o ensino médio público


Folha.com


A rede pública estadual de São Paulo deve ter currículo flexível para o ensino médio, a partir de 2016. A mudança está prevista em projeto de lei, publicado nesta terça-feira (4), no Diário Oficial do Estado, e encaminhado à Assembleia Legislativa.

Contudo, de acordo com a Secretaria da Educação do Estado, essa implantação será gradual. Nas escolas em que o novo modelo de currículo for adotado, os alunos poderão escolher matérias que lhes interessem, a partir do segundo ano do ensino médio. Apenas o primeiro ano manterá o currículo fechado.

O projeto, que ainda será votado pelo Legislativo estadual, estabelece 23 metas para educação em São Paulo e incluem mudanças também no ensino superior e profissional e alinhamento à LDB (Lei de Diretrizes e Bases), do Ministério da Educação, no que se refere às séries escolares iniciais.

De acordo com comunicado da secretaria, o chamado "Plano Estadual de Educação", também estabelece a meta de alfabetizar crianças até o segundo ano do ensino fundamental, índice que estaria em 98,7%, entre alunos da rede pública do Estado.

"Nosso compromisso é manter e reforçar o ensino de disciplinas base do conhecimento, como Língua Portuguesa e Matemática, e simultaneamente, ampliar as possibilidades curriculares do jovem", afirmou, em nota, o secretário da Educação, Herman Voorwald.

Nenhum comentário:

Postar um comentário