Dilma pode ser o quarto presidente a renunciar



Em uma eventual renúncia, a presidente Dilma Rousseff seria a quarta chefe do Executivo a “jogar a toalha”. Precederam a petista o marechal Deodoro da Fonseca (1891), Jânio Quadros (1961) e Fernando Collor de Mello (1992), sendo o ex-presidente Collor o único a renunciar em meio a um processo de impeachment. Outros oito presidentes também não conseguiram concluir o mandato, seja por impedimento ou morte.

Veja também:
Carta-Renúncia de Dilma está pronta, dizem fontes do Planalto

É curioso o fato que todos os presidentes decidiram pela renúncia do mandato no segundo semestre do ano em que governavam.

As renúncias quase seguem uma sequencia. Foram nos meses de agosto (Jânio), outubro (Collor) e novembro (Deodoro). Falta setembro.

Fonte: Diário do Poder 

Nenhum comentário:

Postar um comentário