Comerciais do PSDB usam discurso de Dilma sobre redução da conta de luz e inflação



Nas inserções não são colocadas imagens de nenhum integrante do partido; logo no início, aparece um ator que questiona se o telespectador se lembra das declarações da presidente no passado 


ERICH DECAT - O ESTADO DE S. PAULO 


Nos comerciais em que o PSDB convoca setores da sociedade para participar das manifestações do próximo dia 16 de agosto, os tucanos destacam os pronunciamentos feitos pela presidente Dilma Roussef em que ela trata sobre a redução da conta de luz e controle da inflação. 

Ao todo foram produzidos dois vídeos de 30 segundos, que deverão ser divulgados em cadeia nacional nesta quinta-feira, 6, e sábado. Nas inserções, não são colocadas imagens de nenhum integrante do partido. Logo no início, aparece um ator que questiona se o telespectador se lembra das declarações da presidente feitas em 2013 e 2014. 

"Posso garantir a vocês que a inflação continuará rigorosamente sobre controle", diz Dilma em um dos vídeos. "Acabo de assinar o ato que coloca em vigor a partir de amanhã uma forte redução na conta de luz de todos os brasileiros", afirma petista em outro.

Na sequencia, o ator afirma que nenhuma das promessas teriam sido cumpridas. "Mas nós sabemos que isso não aconteceu. No próximo dia 16, convocados por movimentos da sociedade civil, os brasileiros estarão voltando às ruas. Se você também está cansado de tanta mentira e tanta corrupção, participe", concluiu o ator. 

Embora apoie a convocação para as manifestações contra o governo, o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), ainda não definiu se vai participar dos protestos. "Estou pensando seriamente. Até porque esse é o sentimento majoritário do partido, mas não quero transformar isso na presença de um presidente de partido politico, para que fiquemos nos nosso limite. Se eu estiver lá, é provável que esteja, estarei como mais um dos milhões de cidadãos", afirmou o tucano ontem após participar de encontro com lideranças do partido em Brasília.

Nenhum comentário:

Postar um comentário